página principal
       

conteúdos desta página:

 

duas por três onze (manual de Geometria Descritiva A para o 11º ano de escolaridade)

duas por três dez (manual de Geometria Descritiva A para o 10º ano de escolaridade)

exemplos de superfícies na arquitectura, design, engenharia e escultura

duas por três onze (manual de geometria descritiva A para o 11º ano de escolaridade)

Manual escolar "duas por três onze"

Caderno de Actividades

Brochura "duas por três para o exame nacional"

PEN (para o Professor) com Caderno de Apoio ao Professor

CD (para o aluno) com as soluções de todos os exercícios e construções passo-a-passo

Exemplos de recursos disponíveis:

Planificação das actividades lectivas para o 11º ano

Planos de aula da Unidade "Perpendicularidade de Rectas e de Planos"

Exemplo de construção passo-a-passo (pág. 132)

Exemplo de construção passo-a-passo (pág. 239)

Exemplo de construção passo-a-passo (pág. 286)

 
duas por três dez (manual de geometria descritiva A para o 10º ano de escolaridade)

Manual escolar "duas por três"

Brochura "três por duas"

CD (para o aluno)

CD (para o Professor)

Caderno de Actividades (para o aluno)

Caderno de Apoio ao Professor

Exemplo de construção animada (pág. 112)

Exemplo de construção animada (pág. 233)

Exemplo de resolução passo-a-passo (pág. 233)

Exemplo de construção animada (pág. 223)

Planificação Anual

Planificação do Módulo 1

Planos de aula do Módulo 1

Teste de avaliação com resoluções passo-a-passo

Powerpoint - Poliedros

 

 

TESTE DE AVALIAÇÃO 7 - SÓLIDOS DE BASE(S) DE PERFIL, VERTICAL(AIS) OU DE TOPO

EXERCÍCIO 1
Desenhe as projecções de uma pirâmide recta de base regular vertical, sabendo que:
- A base [ABCDEF] é hexagonal e tem 5 cm aresta
- A diagonal maior de extremo em A (0; 3; 3) pertence ao bissector dos diedros ímpares e a sua projecção frontal faz um ângulo de 60º (a.p.d.) com o eixo x
- O vértice da pirâmide é um ponto do semiplano frontal superior

 
EXERCÍCIO 2
Represente, pelas suas projecções, um cubo do espaço do primeiro diedro, sabendo que A (0; 4; 2) e B (-6; 6; 6) definem uma aresta da face [ABCD], que se situa num plano de topo

 

EXERCÍCIO 3
Represente, pelas suas projecções, um prisma de bases de perfil, situado no espaço do primeiro diedro, sabendo que:
- As bases do prisma são triângulos equiláteros, sendo [ABC] a que se situa mais à esquerda
- os pontos O (0; 7; 7) e A pertencem a uma recta s, do bissector dos diedros ímpares
- O, centro da circunferência que circunscreve a base [ABC], dista 5 cm de A, que tem maior cota e maior afastamento do que O
- as arestas laterais do prisma são frontais e têm 9cm de comprimento
- o prisma tem um vértice de cota nula
 
   
EXERCÍCIO 4
Determine as projecções de uma pirâmide hexagonal recta de base regular de topo, situada no espaço do primeiro diedro, sabendo que:
- O plano da base, [ABCDEF], contém a origem das coordenadas e faz um diedro de 45º (a.p.d.) com o plano horizontal de projecção
- O vértice A tem 5 cm afastamento e pertence ao plano horizontal de projecção dista 8cm do vértice B, do plano frontal de projecção
- A pirâmide tem 10 cm de altura.
 
   
Powerpoint - Poliedros
 
 
 
hiperboloide de revolução de uma folha
Superfície duplamente regrada que resulta da rotação de uma recta em redor de um eixo, que lhe não é complanar
Outra definição da superfície será considerar que a geratriz (recta) é oblíqua ao plano das directrizes, que correspondem às assimptotas** de uma hipérbole*.
Esta superfície pode também ser gerada pela rotação de uma hipérbole (a geratriz) em torno do seu eixo conjugado ou imaginário.
 
* A hipérbole é a curva plana em que a diferença das distâncias de qualquer dos seus pontos a dois pontos fixos (os focos da hipérbole) é constante.
** As assímptotas de uma hipérbole são as rectas tangentes à curva no infinito.
Torre do porto de Kobe, Japão
(fotografia de 663highland)

Catedral de Winchester, Hampshire, Inglaterra
(site)

Sagrada Família, Barcelona - Antoni Gaudí (1852 - 1926) (Gaudí's Architectural Technology)
Gare do Oriente, Lisboa - Santiago Calatrava (n. 1951) /
(fotografia de Joao Pimentel Ferreira)
 
Torre Shukhov, Polibino - Vladimir Shukhov
(1853 - 1939) / (fotografia de Sergei Arssenev)
Catedral de Brasília - Oscar Niemeyer (n. 1907)
(fotografia de Ugkoeln)
Torre de Cantão, Guangdong
Mark Hemel e Barbara Kuit (fonte)
 
parabolóide hiperbólico
É uma superfície duplamente regrada, cujas directrizes são rectas enviesadas contidas em planos paralelos.
 
Mundo - Andreu Alfaro, Frankfurt
(fotografia de Wolfgang W. Roßbach)
 
Church of St. Francis de Sales, Michigan - Marcel Breuer / (fotografia de Inês Fernandes)

Turning Torso, Malmo - Santiago Calatrava
(n. 1951) / (fotografia de Väsk)

St. Aloysius Parish, Jackson - Erdy e David McHenry (fonte)
       
Paraboloid Lamp - Fernando Molas Garcia (fonte)
 

outras superfícies

   
Great Court at the British Museum, Londres
Foster and Partners (fonte)
 
Casa Batlló, Barcelona - Antóni Gaudí
(foto de Marcel Germain)
Serpentine gallery pavillion, 2006 - Álvaro Siza e Eduardo Souto de Moura
(fonte)
 
Escadaria Helicoidal, Museus Vaticanos - Giuseppe Momo (1875 - 1940). /(fotografia de NormanB)
Ciutat de les Arts i les Ciencies, Valencia - Santiago Calatrava (n. 1951)
(fotografia de Nils van der Burg)
 
Paseo de Gracia, Barcelona Toyo Ito
(n. 1941) / (fonte)
       
Museu Guggenheim de Bilbao - Frank Gehry
(fotografia de Pacha)
       
My Squeeze espremedor de citrinos da Alessi Design de Roland Kreiter (fonte)

View My Stats  
mapa do site topo da página mapa do site topo da página topo da página topo da página topo da página mapa do site topo da página topo da página topo da página