página principal
faça aqui o download da última versão do java para visualizar correctamente as construções desta página
 

O matemático francês Pierre Varignon (1654-1722) concluiu que a figura definida pelos pontos médios de qualquer quadrângulo é sempre um paralelogramo, de lados paralelos às suas diagonais. A área do paralelogramo corresponde sempre a metade da área do quadrângulo.

As construções dinâmicas seguintes, realizadas com o programa de geometria dinâmica C.a.R.Metal, pretendem demonstrar este teorema. Pode parar a animação clicando no desenho e, seleccionando a ferramenta mover, movimentar alguns dos elementos desenhados.

Se seleccionar a ferramenta de animação, pode verificar as várias configurações do paralelogramo de Varignon:

- se [ABCD] for cíclico (isto é, de vértices concíclicos e inscritível numa circunferência), selecionando o vértice D e clicando duas vezes na circunferência que contém o ponto M1;

- se [ABCD] não for cíclico, selecionando o vértice D e clicando duas vezes na circunferência que contém M2 (o raio desta circunferência pode ser alterado movimentando M2);

- se [ABCD] for reentrante (quando uma das diagonais está no interior do quadrângulo e a outra no exterior);

- se [ABCD] for cruzado (quando as duas diagonais estão no exterior da figura).

 

As construções seguintes comprovam a validade do teorema para diferentes configurações de quadrângulos:

- Se [ABCD] for um deltóide ou papagaio (quadrângulo convexo de diagonais perpendiculares, com pares de lados adjacentes iguais. Uma das diagonais divide o papagaio em dois triângulos isósceles, enquanto a outra diagonal o divide em dois triângulos congruentes. Os ângulos entre os lados de dimensão diferente são iguais):

 

- Se [ABCD] for um deltoide ou papagaio cíclico (quadrângulo convexo de diagonais perpendiculares, com pares de lados adjacentes iguais e de vértices concíclicos)

 

- Se [ABCD] for um quadrângulo tangencial (no qual se inscreve uma circunferência tangente a todos os seus lados):

 

- Se [KLMN] for um quadrângulo bicêntrico (simultaneamente cícilico e tangencial):

CONSTRUÇÃO PASSO-A-PASSO DE UM QUADRÂNGULO BICÊNTRICO

Para a construção de um quadrângulo bicêntrico [KLMN], simultaneamente circunscritível e inscritível, devemos desenhar um quadrângulo [ABCD] de diagonais perpendiculares. A construção dinâmica seguinte, realizada com o GeoGebra, exemplifica a construção passo-a-passo de um quadrângulo bicêntrico, cuja sequência pode ser controlada através da barra de navegação situada abaixo da construção.

 

Note-se que:

- LM2, MM3, NM4 e KM1 são as bissectrizes dos ângulos de vértice em L, M, N e K, respectivamente;

- P é o ponto situado a igual distância dos lados de [KLMP], logo, o seu Incentro

- o circuncentro de [KLMP] coincide com a intersecção das diagonais de [ABCD].

Observe-se ainda que as quatro maltitudes de um quadrângulo só serão concorrentes se este for cíclico, chamando-se o seu ponto de intersecção Anticentro.

 

Fontes consultadas:

  • http://www.geometrias.blogspot.com
  • Coxeter, H.S.M. e Greitzer, S. L. Geometry revisited, The Mathematical Assoc. of America, 1967
  • Veloso, Eduardo Geometria: Temas actuais - Instituto de Inovação Educacional, 2000
  • King, James R. e Schattschneider, Doris (editores) “Geometria Dinâmica” (selecção de textos do livro “Geometry Turned On” by The Mathematical Association of America), Associação de Professores de Matemática, 2003
 

View My Stats
mapa do site topo da página mapa do site topo da página topo da página topo da página topo da página mapa do site topo da página topo da página topo da página